Alfabetização Midiática e Informação

Hoje ao abrir minha caixa de entrada de email (sim eu faço isso ^^) me deparo com uma matéria do blog do Gerson Nogueira: Unesco defende ‘alfabetização mediática’ nas escolas e que foi retirado do Portal Comunique-se com pequenas supressões com o título: Especialistas defendem inclusão de “alfabetização midiática” nas escolas e que teve como fonte a Agência Senado com o título: Especialistas defendem inclusão de ‘alfabetização midiática’ nas escolas o Portal Comunique-se copiou na íntegra o texto da Agência Senado. É interessante notar o percuso que a informação faz para chegar até você e o quanto ela é modificada mas não é isso que quero falar. Tenho defendido entre meus amigos próximos a inclusão de uma matéria que ensinasse a “vermos” a mídia com outros olhos sei que não é uma ideia original pois já foi pensada nisto, não me importo, o que me preocupa é que em quanto eu e outros profissionais pensam em adicionar matérias o governo, usurpador, atual se atenha a querer extirpar disciplinas e ir na contra-mão da expansão e aprimoramento da educação em nosso país. Abaixo reproduzo o texto na integra. A única parte que discordo é o último parágrafo pois não vislumbro melhoria na educação enquanto este grupo político que tomou de assalto o poder estiver a frente do governo.

Capacitar os jovens para o uso crítico novas tecnologias e para a produção de conteúdo é um caminho necessário ao fortalecimento do uso livre e democrático da mídia. A avaliação foi feita nesta segunda-feira (7) pelo jamaicano Alton Grizzle, da Divisão de Liberdade de Expressão e de Desenvolvimento da Mídia da Organização das Nações Unidas para Educação, Ciência e Cultura (Unesco), durante seminário promovido pelo Conselho de Comunicação do Congresso.

Segundo Grizzle, todos cidadãos precisam desenvolver habilidades e competências para entender o papel da mídia e ser capaz de utilizar ferramentas de comunicação para articular processos de desenvolvimento e mudança social. A Unesco recomenda que a Alfabetização Midiática e Informacional (AMI) seja incorporada nas escolas.

Conforme a Unesco, AMI tem como objetivo permitir aos alunos que tenham uma aprendizagem mais autônoma e para que possam “utilizar as mídias e as comunicações tanto como ferramentas, quanto como uma maneira de articular processos de desenvolvimento e mudança social”.

— Vemos agora uma mudança muito radical no que era o jornalismo tradicional. Agora, nós temos o cidadão jornalista, que cria a informação e a coloca em tempo real. Então, é importante que esses jovens tenham as competências para serem jornalistas adequados. Através da alfabetização midiática, nós podemos empoderar o cidadão. os jovens podem responsabilizar a mídia, podem ser intermediários e manter um ambiente midiático mais responsável — disse.

Também participaram do Seminário sobre Educação Midiática e Informacional no Brasil — um olhar a partir da perspectiva da Unesco — as estudantes Clarice Villarim e Maria Eduarda Silva de Oliveira. A primeira é aluna Colégio Dante Alighieri, escola particular de São Paulo. A segunda estuda na EMEF Casa Blanca, escola pública da capital paulista. As duas apresentaram os resultados de um trabalho conjunto de “prática educomunicativa pioneira” de análise e produção midiática. Os estudantes produzem vídeos, áudios e textos, além de oficinas de análise de mídia.

Segundo Clarice, a iniciativa tem dado maior protagonismo aos estudantes.

— Tem de haver essa troca de visões entre o aluno e o professor, principalmente nessa área de tecnologia, já que a minha geração nasceu num mundo midiatizado. Então, tem de haver essa troca — argumentou.

Maria Eduarda observou que a integração de tecnologias ao aprendizado tem deixados os estudantes mais motivados. Ela listou algumas das atividades desenvolvidas:

— A Educom.geração.cidadã.2016 possui uma página no Facebook, onde a gente posta todas as fotos, o processo do projeto, e um canal no YouTube, onde a gente posta os vídeos do projeto — informou.

Hoje apenas 4 milhões, dos mais de 38 milhões estudantes que frequentam escolas públicas, estão envolvidos com alguma atividade relacionada à comunicação e tecnologias, de acordo com Sandra Zita Silva Tine, assessora técnica do Ministério da Educação.

Para Raquel Paiva, pesquisadora do Laboratório de Estudos em Comunicação Comunitária da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), e Ismar de Oliveira Soares, do Conselho de Comunicação Social do Congresso Nacional e presidente da Associação Brasileira de Pesquisadores e Profissionais em Educomunicação, está na hora de avançar em uma política pública sobre Alfabetização Midiática e Informacional.

— Quem sabe, a partir de agora, nós tenhamos a oportunidade de dialogar com o MEC, com o Senado e com a Câmara dos Deputados, para podermos avançar, com passos bem dados, em torno da execução deste direito: o direito de 45 milhões de crianças e jovens do Brasil terem acesso a essa prática, a esse conhecimento. Isso será muito bom para a mídia, será muito bom para os profissionais, será muito bom para os educadores e, especialmente, para os jovens — disse Soares.

HQ’S

Sabe quando você é pego num grupo de amigos comentando sobre o mais novo filme da Marvel ou da DC e você fica mais perdido do que amante pego no motel? Pois bem seus problemas acabaram, com relação a spoilers sinto muito também estou zerado😛 mas com relação a ti situar com os heróis de onde vieram, poderes e muito mais tem um blog chamado protocolos marvel que faz um inventário dos heróis da marvel ele não é atualizado com postagens diárias a média é de duas postagens por mês ultimamente pelo que vi por lá mas está melhor que as minhas postagens anuais😦. Enfim uma boa oportunidade pra se inteirar nesse mundo nerd.

banner1

 

 

Audials

O que fazer para passar o tempo na web? Bom a internet tem uma gama de opções para se distrair. Há quem curta jogos, vídeos, sites noticiosos, e música. Sites de downloads de mp3 foram uma febre no início dos anos 90.

O problema de ficar baixando músicas é que normalmente busca-se faixas de artistas que você já conhece e portanto é fã desta forma seu leque musical dificilmente aumenta. Talvez isso seja uma das explicações para galera old que não aceita músicas atuais.

Uma boa opção para se conhecer artistas novos e produções indie  é o audials programa de rádio por streaming de rádios de inúmeros países, ele possui um layout amigável e está disponível nos idiomas inglês, alemão e japonês.

audials

Este programa encontra-se disponível para download em windows 7, windows 8 , android, iphone, ipad, e browser. Para windows 8 ele é obtido diretamente da loja

Compartilhamento de internet

Ter um computador até uma década atrás significava ter uma condição financeira confortável, dava até um certo status mas atualmente é comum termos mais de um dispositivo eletrônico conectado à internet seja um desktop, notebook, netbook, tablet, smartphone etc. E ter de contratar um plano de internet para cada um desses equipamentos torna-se financeiramente desvantajoso, o ideal é contratar um pacote de dados que possibilite expandir a internet para os outros eletrônicos através de uma rede wifi. A questão é que o aparelho que faz isso, o roteador, nem sempre é de fácil manuseio, Os de uso mais práticos são os que estão conectados a uma rede de fibra óptica mas nem todo o território tem cobertura, ou no linguajar popular, está “cabeado” em muitas partes de nosso país a internet rápida disponível é a via rádio e tentar aliar um roteador a uma internet desse tipo é um convite para se estressar para conseguir compartilhar. Existem inúmeros programas que fazem o trabalho sujo o compartilhamento até bem pouco tempo o Connectify era o meu preferido mas com as recentes atualizações do programa ele agora possui um limitador de tempo a cada 30 minutos ele encerra sua conexão e o força a reconectar. Para ter uso do software sem esse empecilho você tem de comprar uma versão Premium e aí que reside o x, o y e o z da questão ter desembolsar uma certa quantidade de dinheiro não é algo muito animador.

Baidu PC Faster

Para preencher esse vácuo o Baidu Wifi Hostpot dá um show. Esse programa está contido em outro da mesma empresa chinesa o Baidu PC  Faster, sei que está empresa não goza de popularidade no Brasil devido a forma como ela entrou, ou seja, em forma de adware de outros programas mas tenho de reconhecer que ela tem se empenhado em melhorar a qualidade de seus produtos e dentre eles o seu compartilhador de internet. O Baidu Wifi Hostpot possui uma interface bem fácil de se manusear e com poucos cliques você está conectando outros dispositivos.

Programa de compartilhamento de internet da Baidu.
Programa de compartilhamento de internet da Baidu.

A internet e os programas de governos dos candidatos a presidente do Brasil

Normalmente quando se chega a época de eleições são propostos os mais mirabolantes planos de governos nas mais diversas áreas pensando nisso o blog Escriba Virtual resolveu dar uma espiadinha varredura nos programas dos possíveis presidente do Brasil.

Charge2010-promessas_cartola

 

Bom primeiro a Presidente Dilma. (PT) 

O slogan é : Mais Mudanças, Mais Futuro

No quesito Internet:

  1. vamos promover a universalização do acesso a um serviço de internet barato, rápido e seguro.
  2. Para isso, será necessária a expansão da infraestrutura de fibras óticas e equipamentos de última geração, bem como o uso da Internet como ferramenta de educação, lazer e instrumento de participação popular, em especial nas decisões do governo.
  3. vamos continuar implementando o marco Civil da internet, que é um dos mais avançados do mundo. nosso marco Civil dá aos usuários garantias fundamentais como a liberdade de expressão, o respeito aos direitos humanos e à privacidade do cidadãos, assegurando a neutralidade da rede frente a interesses comerciais ou de qualquer espécie. O objetivo do marco Civil é fazer com que a Internet continue sendo um espaço aberto à liberdade de expressão, à inovação e ao desenvolvimento social e econômico.

Aécio Neves. (PSDB)

Diretrizes Gerais

  1. Expansão da infraestrutura e do acesso à internet. O acesso à comunicação digital é altamente estimulante à participação e colaboração no âmbito das redes sociais.
  2. Estimularemos as iniciativas de produção do conhecimento em rede. Organização de um amplo portal na Internet, que estimule o diálogo e o debate e ofereça informações relevantes para este segmento da população.
  3. Estímulo à infraestrutura de comunicações, com garantia de acesso dos brasileiros a internet de qualidade e com custo compatível, garantindo o acesso gratuito quando necessário, em especial para atividades de cunho social e inclusivo.
  4. Apoio à modernização dos equipamentos escolares, incluindo a instalação de bibliotecas e laboratórios, computadores e acesso à Internet, e adequação térmica dos ambientes para o tempo de verão, garantindo a todas as escolas brasileiras condições adequadas de infraestrutura, incluindo conexão WIFI acessível a todo estudante.
  5. Nas organizações internacionais, o Brasil deverá ampliar e dinamizar sua ação diplomática nos temas globais, como mudança de clima, sustentabilidade, energia, democracia, direitos humanos, comércio exterior, assim como novos temas, como terrorismo, guerra cibernética, controle da internet, e nas questões de paz e segurança, inclusive nas discussões sobre a ampliação do Conselho de Segurança.

Marina Silva (PSB)

Bom o programa de Marina Silva só será lançado na sexta-feira afinal ela era a vice antes da fatalidade que envolveu o candidato Eduardo Campos.

Por enquanto é isso mais tarde eu coloco os dos outros candidatos e faço uma análise a respeito. Pretendo fazer um post só para os candidatos a governador do Pará.

 

Atualizado: 29/08/2014

Bom enfim a candidata a presidência Marina Silva teve seu programa de governo divulgado no site do Tribunal Superior Eleitoral (TSE). Ele consta de 62 páginas e uma busca rápida no control  + F com o termo internet encontra-se o resultado de apenas duas citações, sendo a primeira citação presente na parte COMPROMISSO e tem a seguinte redação:

  1. Nosso esforço para sermos fiéis a tais propósitos reflete-se no método adotado na elaboração do programa de governo, colaborativo e aberto à participação da sociedade. Reunimos milhares de pessoas em seminários programáticos nas 5 regiões do país. Realizamos oficinas temáticas com os maiores especialistas do país em temas estratégico como Economia, Política Energética e Meio Ambiente. Recebemos e agregamos contribuições de representantes da indústria, da educação, do setor agrário e outros. Dialogamos com os segmentos sociais organizados nos movimentos de mulheres, sindical, populares, negros, LGBT e juventude. E além das contribuições de grupos e setores organizados dos partidos da Coligação, recebemos milhares de sugestões pela internet, no site em que registramos e publicamos todos os nossos debates, análises e propostas.

E segunda citação encontra-se em: 3.5 Economia da cultura: atividades artísticas, comunitárias e de empreendedorismo.

     2. Acelerar o processo de aprovação do marco civil da internet de modo a estimular a democratização dos meios de comunicação social, particularmente da mídia eletrônica e as novas tecnologias da informação que propiciem uma democracia mais participativa.

 

 Eduardo Jorge (PV)

No programa de governo do candidato Eduardo Jorge que contém 31 páginas encontra-se apenas uma menção sobre internet:

REFORMA POLÍTICA 2

2.4. Democracia Direta? Prioridade na tramitação legislativa para as iniciativas de leis populares. Normas mais flexíveis para consultas populares usando referendos e plebiscito. Explorar a possibilidade de consultas por via eletrônica (“internética”) para agilizar, ampliar e tornar mais sustentáveis do ponto de vista orçamentário as consultas e debates populares sobre os problemas da cidade.

 PASTOR EVERALDO (PSC)

O programa de governo do candidato Pastor Everaldo  possui 14 páginas não contém menção a internet!

LEVY FIDELIX (PRTB)

O programa de governo do candidato Levy Fidelix possui 8 páginas não contém menção a internet!

ZÉ MARIA (PSTU)

O programa de governo do candidato Zé Maria possui 4 páginas não contém menção a internet! 

EYMAEL (PSDC)

O programa de governo do candidato Eymael possui 9 páginas possui uma  menção a internet encontra-se no tópico EDUCAÇÃO:

Priorizar a EDUCAÇÃO, como vetor fundamental para o desenvolvimento do País, avanço social e cidadania plena.Entre outras ações, serão prioritárias:

c) Sociedade do conhecimento: Acesso em todo o país, no plano escolar, ao uso de equipamentos de informática, internet e banda larga. Preparar nossas crianças e jovens para serem cidadãos do mundo.

LUCIANA GENRO (PSOL)

O programa de governo da candidata Luciana Genro tem ao todo somente 9 páginas e assim como nos programas candidatos Zé Maria e Levy Fidelix não possui menção a internet.

 

Bom está faltando somente a análise sobre as proposta acerca da internet dos programas dos candidatos ao cargo de presidente do Brasil.

Transtorno dissociativo de identidade Cibernético

Transtorno dissociativo de identidade popularmente conhecido como dupla personalidade é algo muito controverso na psicologia onde uma pessoa pode “abrigar” múltiplas personalidades sem que estas personalidades tenham alguma relação entre si. E o que vêm a ser Transtorno dissociativo de identidade Cibernético ou transtorno transbordado a web ainda não conheço nenhum estudo a respeito disso além disso não sei se sou o primeiro a cunhar este termo mas o que acredito que é cabível atribuir esse transtorno para a vida on line principalmente perceptível em certo grupos que usam as ditas redes sociais. 

E você concorda?

Não? E por que?